FAESA

Corpo, Afeto e Afrocentricidade

Corpo, Afeto e Afrocentricidade

Neste projeto, os alunos extensionistas podem experienciar um serviço de cuidado à juventude negra de uma escola de Vitória, de modo a problematizar as vivências de racismo.

Reflete-se sobre como o racismo pode levar à exclusão e evasão escolar, a respectiva restrição de perspectivas e expectativas de vida e à fragilização da saúde mental. São realizadas ações e intervenções grupais, além de entrevistas com alunos e professores.

Cursos envolvidos no projeto:

Psicologia
Galeria

Resultados e Publicações

CORPO E AFECTO: PRODUÇÃO DE SAÚDE MENTAL EM UMA ESCOLA PÚBLICA

Veja mais