Engenharia Mecânica

Figurando entre as 10 melhores faculdades de engenharia do Brasil, segundo o MEC, a FAESA conta com um parque de laboratórios moderno e convênio com as maiores empresas industriais do estado.

ENGENHARIA MECÂNICA

Contando com professores altamente qualificados e experientes, prontos para acolher as dificuldades dos alunos e garantir o sucesso do seu aprendizado, o curso de Engenharia Mecânica da FAESA é reconhecido pela excelência dos profissionais que atuam no mercado.

Duração: 5 anos
Modalidade: Presencial
Turno: Matutino e Noturno
Formação: Bacharelado
Regime: Semestral
Mensalidade 2017:
VER MENSALIDADE R$ 1355,00
Horário das aulas:

Matutino: 7h às 10h20, e Noturno: 18h45 às 22h.
*Podendo sofrer alterações conforme estrutura curricular.

Reconhecido pela Portaria MEC Nº. 1.094 de 24 de dezembro de 2015.

 10melhores_engenharia


  • O curso
  • Professores
  • Disciplinas
  • Diferenciais

O curso

O Curso de Engenharia Mecânica da FAESA aprofunda os conhecimentos em cinco grandes eixos de formação: Materiais e Processos de Fabricação; Estruturas, Dinâmica e Vibrações; Termodinâmica e Reologia; Engenharia de Manutenção e Negócios.

A qualidade de seu corpo docente, a infraestrutura disponível e a interação com diferentes áreas do conhecimento, que convivem num mesmo campus universitário, resultam na formação de um profissional qualificado e valorizado pelo mercado.

O Curso conta com um moderno parque laboratorial, que associado a uma política massiva de pesquisa e extensão e uma ampla gama de convênios com as maiores empresas industriais do estado, permite ao aluno consolidar o seu aprendizado e viabilizar a sua inserção precoce no mercado de trabalho.   

COORDENADOR(A)

Prof. José Tasso Aires de Alencar Filho

Mestre em Engenharia de Produção

Fale com a coordenação: jose.alencar@faesa.br


  • Área de Atuação
  • Perfil Profissional
  • Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho do engenheiro mecânico é diversificado e de âmbito internacional. Os grandes complexos industriais, como a indústria de mineração, de aço, petroquímica, de papel e celulose, automotiva, de alimentos e de mineração, o setor metalmecânico, e as instituições de ensino e pesquisa são alguns exemplos de locais de trabalho do Engenheiro Mecânico no Espírito Santo e em outras regiões industrializadas do planeta.

Como engenheiro mecânico, o profissional egresso da FAESA poderá atuar em serviços relacionados:

  • processos mecânicos;
  • instalações industriais;
  • equipamentos mecânicos e eletromecânicos;
  • veículos automotores;
  • sistemas de produção de transmissão e de utilização de calor;
  • manutenção mecânica;
  • projetos em Engenharia Mecânica;
  • assistência técnica, na área de Engenharia Mecânica;
  • outros serviços afins e correlatos.

O Engenheiro a ser formado pelas FAESA, em consonância com os preceitos do Sistema CONFEA/ CREA, deverá ser capaz de:

  • resolver problemas de maneira sistêmica;
  • ter autonomia intelectual para desenvolver estudos e aprendizagem e incorporar novos conhecimentos, de forma autodidata;
  • ter sólida base científica e cultural;
  • demonstrar sólidos conhecimentos em Matemática e Física;
  • demonstrar sólido conhecimento básico em sua área profissional;
  • ter capacidade de utilização da informática na solução de problemas de Engenharia;
  • desenvolver atitude empreendedora, possibilitando não apenas a inovação dentro do ambiente de trabalho, como a visão de iniciar novas empresas;
  • aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à Engenharia;
  • projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
  • conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
  • planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviços de Engenharia Mecânica;
  • identificar, formular e resolver problemas de engenharia;
  • supervisionar e avaliar criticamente a operação e a manutenção de sistemas mecânicos;
  • comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica;
  • atuar em equipes multidisciplinares;
  • avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
  • avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia.

O engenheiro mecânico tem atuação destacada no universo profissional, em organizações como Vale, ArcelorMittal Tubarão, Fibria, Petrobras, Samarco, Technip dentre outras. Vale ressaltar que a grande participação dos estudantes nos programas de estágios dessas organizações tem contribuído para a formação técnico-científica dos futuros engenheiros, facilitando a inserção no mercado de trabalho.

Aloísio Fritzen Mestre
Andressa C. Marques Dessaune Mestre
Carlos Alberto Llanes Leyva Doutor
Carlos Eduardo Carneiro de Melo Mestre
Celso Silva Bastos Mestre
Cinthia Cristina Lucio Caliari Mestre
Denise Franzotti Togneri Mestre
Elzimar Eler Luz Mestre
Geraldo Bull da Silva Junior Doutor
Jair Valadares Costa Mestre
Joao Paulo Soares de Barros Doutor
José Guilherme Pelição Pancieri Mestre
José Tasso Aires de Alencar Filho Mestre
Kennedy Scopel Gomes Mestre
Leandro Valoto Mestre
Leonardo Pereira Valadão Lopes Mestre
Lucia Helena Sagrillo Pimassoni Mestre
Luciano Rubim Franco Especialista
Manoel Rodrigues Mestre
Marcelo Marcos Barbosa Mestre
Maria da Penha Broédel Lopes Vallim Mestre
Max Mauro Coser Mestre
Milton Carvalho Bernardo Mestre
Newton Eloi Oliveira de Azevedo Mestre
Newton Valladão Júnior Mestre
Olga Helena Pauletti Tovar Mestre
Osmar Ferreira Gomes Filho Mestre
Osmar Soares Barros Mestre
Pablo Altoé Amorim Mestre
Rodolfo Cola Santolin Mestre
Rogerio Miguel Coelho Mestre
Rosemberg Silva Salles Mestre
Samir Aride Mestre
Sandro Mauro de Carvalho Mestre
Suzi Lara Werner Mestre
Tarcisio Batista Bobbio Mestre
Tiago Tadeu Wirtti Mestre
Vanessa Calixto Siqueira Especialista
Wolfgang Enrico Riegert Especialista

1º Período

  • Cálculo I
  • Introdução à Engenharia
  • Organização do Trabalho Científico
  • Desenho Técnico
  • Ciências do Ambiente
  • Gerência de Projeto

2º Período

  • Cálculo II
  • Física I
  • Física Experimental I
  • Sociologia
  • Ergonomia, Saúde e Segurança do Trabalho
  • Engenharia Do Produto

3º Período

  • Cálculo III
  • Equações Diferenciais
  • Álgebra Linear e Geometria Analítica
  • Física II
  • Física Experimental II
  • Custos Industriais

4º Período

  • Física III
  • Física Experimental III
  • Química Geral
  • Mecânica Geral
  • Técnicas de Programação I
  • Fenômenos de Transporte

5º Período

  • Ciência e Tecnologia dos Materiais
  • DINÂMICA APLICADA
  • Técnicas de Programação II
  • Resistência dos Materiais
  • Termodinâmica Aplicada

6º Período

  • ELETROTÉCNICA GERAL
  • MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO MECÂNICA
  • Resistência dos Materiais II
  • Cálculo Numérico
  • Transferência de Calor e Massa

7º Período

  • Probabilidade e Estatística
  • Processos de Fabricação I
  • ELEMENTOS DE MÁQUINAS I
  • Máquinas Térmicas
  • Metrologia (Mec)
  • ENSAIOS MECÂNICOS

8º Período

  • SISTEMAS HIDRÁULICOS E PNEUMÁTICOS
  • Processos de Fabricação II
  • ELEMENTOS DE MÁQUINAS II
  • REFRIGERAÇÃO E AR CONDICIONADO
  • Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso
  • Máquinas de Fluxo

9º Período

  • Engenharia de Manutenção e Confiabilidade
  • Processos de Fabricação III
  • VIBRAÇÕES MECÂNICAS
  • INSTRUMENTAÇÃO E AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL
  • PROJETO DE MÁQUINAS

10º Período

  • TRIBOLOGIA E LUBRIFICAÇÃO INDUSTRIAL
  • Corrosão (Mec)
  • Direito
  • Economia
  • Empreendedorismo
  • Trabalho de Conclusão de Curso
  • Optativa

O curso de Engenharia Mecânica da FAESA tem à sua disposição laboratórios de física, química, informática, materiais, processos de fabricação, oficina mecânica, hidráulica, pneumática, prototipagem, simulação e otimização, que são utilizados em disciplinas práticas e projetos integradores, como o Baja. Conheça nossos diferenciais:

– Qualidade e comprometimento do corpo docente;

– Acolhimento ao aluno para que ele supere os obstáculos enfrentados na trajetória da sua formação, como a oferta de reforço nas aulas de cálculo em horários alternativos ao das aulas;

– Metodologias didáticas inovadoras com resultados expressivos para o aprendizado do aluno;

– Integração com outros cursos, num campus onde há a diversidade e a troca entre diferentes estudantes e profissionais;

– Formação global, que dá ao egresso conhecimento técnico necessário para que busque  colocação em qualquer empresa do mundo;

– Projetos de pesquisa, iniciação científica e extensão, ofertados desde o 1º período;

– Projeto Baja/SAE – que oportuniza os alunos a participar de competição nacional de protótipos entre instituições de ensino de Engenharia;

– Prototipagem rápida com impressora 3D;

– Programa de visitas técnicas multidisciplinares semestrais a empresas locais e nacionais;

– Prêmio de Mérito Acadêmico que premia os estudantes com destaque acadêmico;

– Incentivo ao empreendedorismo e à empregabilidade;

– Núcleo de Estágios e Empregos que estabelece uma ligação estreita do aluno com o mercado;