Seminário de Boas Práticas segue a sua 6ª edição

O evento tem o objetivo de promover a reflexão sobre o conceito da Aula FAESA (seus pilares e componentes de planejamento), de identificar nas práticas apresentadas os pilares da Aula FAESA e de discutir seus componentes: planejamento, mediação, avaliação


Publicado em: 3 de agosto de 2017

O Seminário de Boas Práticas FAESA chegou à sua 6ª edição. Realizado no último dia 28, a atividade contou com a participação de professores de diferentes cursos que tiveram a oportunidade de se atualizar, socializar e conhecer experiências bem-sucedidas da Aula FAESA.

As atividades, tanto no período da manhã quanto da noite, começaram com um café cultural, seguido da palestra “Por quem carregas as pedras?”, ministrada pela coordenadora do curso de Direito, professora Sayury Otoni.

Em seguida, os participantes foram divididos em grupos, de acordo com as temáticas das mesas. Foram apresentadas nove práticas, já implementadas em sala de aula, por professores dos cursos de Ciências Biológicas, Enfermagem, Administração, Ciências Contábeis, Direito, Arquitetura e Urbanismo e Psicologia.

O evento tem o objetivo de promover a reflexão sobre o conceito da Aula FAESA (seus pilares e componentes de planejamento), de identificar nas práticas apresentadas os pilares da Aula FAESA e de discutir seus componentes: planejamento, mediação, avaliação. Além disso, foi a oportunidade de apresentar exemplos de práticas dos professores que retratam a Aula FAESA em todos ou quase todos os aspectos, gerando integração entre professores nos colegiados e cursos.

O Seminário acontece semestralmente e ilustra o processo de planejamento da Instituição. Desde a primeira edição, em fevereiro de 2015, já são mais de 70 relatos.

Roseane Sobrinho Braga, Assessora Pedagógica da Coordenação de Desenvolvimento Educacional (CODE) e organizadora do evento, lembrou que o Seminário informa, orienta e reforça sobre os aspectos pedagógicos do Projeto FAESA/Aula FAESA e isto ocorre de forma eficiente com as apresentações dos relatos de professores que revelam em suas práticas docentes, as características da Aula FAESA.

“Os professores participantes têm a oportunidade de conhecerem o trabalho desenvolvido por seus pares, que passam a serem identificados como profissionais de referência na comunidade FAESA”, contou.

A novidade desta edição foi a oferta de duas oficinas na área da Engenharia:

– “Aprendizagem significativa no ensino da Física para Engenharias” (professor Max Mauro)

– “Inserção de preceitos BIM na grande curricular de Engenharia Civil” (Malena Polonini, engenheira civil, egressa FAESA e professora Joice Tosta)

 

Os trabalhos apresentados foram os seguintes:

– Aline Gonçalves Louzada

Criatividade e integração: o lúdico na promoção da saúde
– Marilúcia Dalla e Gustavo Lobo Veríssimo

Ação de acolhimento com suporte de ferramentas do AVA
– Aloísio Fritzen, Flávio Barroca, Fernanda Freitas, Ramon Harckbart, Paulo Vitor Saiter e Stella Emery

Planejamento Integrado como condição de êxito do Projeto Integrador
– Jorlaine Machado

Colegiado utiliza estratégias de personalização
– Fabiana Trindade

O pilar da experimentação promove o envolvimento dos alunos que superam expectativas
– Andreia da Silva Ferreira

Como avaliar conteúdos atitudinais utilizando recursos do AVA?
– Magali Faveiro de Oliveira

A utilização da “música” como facilitador da aprendizagem
– Edna Almeida e Ruth Nascimento

O Planejamento Integrado transformando a concepção do aluno sobre as disciplinas envolvidas
– Juliana dos Santos

A utilização de diferentes recursos metodológicos para o aprimoramento da leitura crítica e da escrita.

 

Para conferir as fotos do Seminário, CLIQUE AQUI

 

Texto: Nathália Esteves