Reitor da FAESA é homenageado pela Academia Feminina de Letras

Junto com outros importantes nomes da sociedade capixabas, o Reitor da FAESA Centro Universitário recebeu, sob o olhar atento e carinhoso da sua família, um Voto de Louvor e Reconhecimento


Publicado em: 25 de outubro de 2017

O trabalho e a dedicação de mais de 26 anos do professor Alexandre Nunes Theodoro, em prol da educação superior do Espírito Santo, foi reconhecido pela Academia Feminina Espírito-santense de Letras (AFESL), que na noite do último dia 25, o homenageou o nosso Reitor.

Junto com outros importantes nomes da sociedade capixabas, o Reitor da FAESA Centro Universitário recebeu, sob o olhar atento e carinhoso da sua família, um Voto de Louvor e Reconhecimento que, segundo a AFESL, é concedido pela brilhante atuação e serviços prestados a cultura e desenvolvimento do Espírito Santo.

Ao todo, onze personalidades foram homenageadas, entre eles, o Desembargador Jorge do Nascimento Viana e o empresário Otacílio Coser. O professor Alexandre representou a Educação Empresarial Capixaba e foi o primeiro a receber a honraria. Durante sua fala, ele relembrou um pouco da sua caminhada profissional.


“Fiquei pensando na minha trajetória profissional, onde eu tenho dedicado os últimos 26 anos da minha vida a educação, em especial, a educação superior. Faço parte, sou Reitor da FAESA, uma Instituição que este ano completa 45 anos e conta com mais de 22 mil alunos formados em diversas áreas de conhecimento. Ao olhar para trás e ver tudo isso, eu me lembrei de um texto da escritora e poetisa brasileira, Cora Coralina, em que ela diz que ‘O que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher’. Certamente, na minha trajetória, eu começo a colher os frutos desse trabalho, sendo reconhecido por essa Academia, que é uma casa de cultura e de cidadania. E essa homenagem eu dedico a minha família e a todos que fazem parte da minha trajetória”, concluiu emocionado.

 

A Academia

A Academia Feminina Espírito-santense de Letras (AFEL) foi fundada em 16 de agosto de 1949 e declarada de Utilidade Pública pela Lei nº. 836 de 13 de dezembro de 1954. Contando, inicialmente, com a participação de 12 acadêmicas.

A Academia não possui fins lucrativos e tem como propósito divulgar a cultura capixaba, a partir de uma ótica feminina. Nesse sentido tem publicado obras, organizado palestras, oficinas, seminários, congressos e feiras literárias, além de festividades de lançamentos de livros de escritores capixabas.
Sempre com o objetivo de incentivar, propor e desenvolver projetos e programas que despertem o gosto pelas letras, o aprimoramento da língua portuguesa e a elevação da cultura;

Homenageados

 

Alexandre Nunes Theodoro (Reitor FAESA)

Carlos Alberto Moreira Tourinho (Jornalista)

Clovis Vieira (Economista)

Carlos Fernando Monteiro Lindenberg Filho (Empresário de Comunicação)

Ethel Leonor Nora Maciel (Vice-Reitora da Ufes)

Jorge do Nascimento Viana (Desembargador)

Maurício Prates (Jornalista e Colunista)

Mariana Barbosa dos Reis (Administradora e Colunista)

Maria Oliete Perini Guerra (Médica)

Karina Mazzini (Médica)

Otacílio Coser (Empresário)

 
Texto e fotos: Nathália Esteves


Notícias Relacionadas