Óculos de Realidade Virtual proporciona experiência única aos alunos de Jogos Digitais

Conheça a tecnologia de realidade virtual que é tendência mundial e faz parte da rotina dos alunos de Jogos Digitais da FAESA.


Publicado em: 19 de novembro de 2018

Sem dúvidas, a vida dos apaixonados por jogos ficou muito mais emocionante com o desenvolvimento dos gadgets de realidade virtual nos últimos anos. O Oculus Rift, óculos de realidade virtual da Oculus VR, empresa comprada pelo gigante Facebook em 2014, é definitivamente uma das experiências sensoriais mais desejadas por esse público, e agora está disponível para os alunos do curso de Jogos Digitais da FAESA. Os game lovers piram!

O aparelho tem como principal diferencial a imersão completa em uma realidade cheia de sensações como nunca vivenciado pelo usuário antes, graças a um conjunto de features que reúne controle intuitivo por meio de um par de controladores Touch – a sensação é de que suas mãos virtuais são suas mãos de verdade! –, headset com telas modernas e óptica personalizada para oferecer fidelidade visual e um amplo campo de visão, além de dois sensores que rastreiam LEDs infravermelhos para traduzir os movimentos em realidade virtual. Deu pra imaginar o tamanho da experiência? O usuário se sente absolutamente dentro do jogo, e quem testa garante que não dá para explicar a sensação.

O professor Victor Hugo Korting de Abreu, do curso de Jogos Digitais, explica que os óculos seguem uma tendência atual do mercado. “O aparelho consegue identificar movimentos de rotação em três eixos, com uma série de sensores que capturam esse tipo de movimento dentro de uma área de aproximadamente 9 m². Os óculos de realidade virtual tratam-se de uma tendência da evolução da tecnologia que pode funcionar como instrumento em aplicações diversas”, esclarece. Os campos para o uso da ferramenta são inúmeros, inclusive para ensino a crianças e treinamento de profissionais, além de visualização de maquetes, plantas 3D, ressonância magnética, ultrassom, entre muitas outras aplicações que devem se popularizar à medida que a tecnologia se tornar mais acessível, no decorrer dos próximos anos.

Para os estudantes de Jogos Digitais, as vantagens vão além da possibilidade de ter contato com a incrível interação possibilitada pelos óculos nos vários jogos disponíveis para o aparelho. Conforme considera o professor, “a aquisição recente do Oculus Rift permite que os alunos do curso de Jogos Digitais e de outros cursos possam aprender a desenvolver diferentes aplicações para realidade virtual, como qualquer tipo de jogo”. Um exemplo é a produção em andamento de um jogo que se trata da exploração de um parque dos dinossauros, expondo o universo de possibilidades proporcionado pelo contato com esse tipo de experiência. “Atualmente, os óculos estão sendo usados nas matérias de Design de Som e Game Design, mas há um planejamento voltado a unir professores e disciplinas de diferentes cursos para o desenvolvimento de novos projetos integrados envolvendo o uso dos óculos de realidade virtual”, acrescenta Victor Hugo.

No curso de Jogos Digitais, a inovação é palavra de ordem. Para aprenderem as técnicas de criação e produção de jogos, desde o desenvolvimento das ideias até a preparação para a entrada no mercado de trabalho, os alunos têm à disposição um Núcleo de Aplicações Tecnológicas (NAT) com 14 laboratórios de informática modernamente equipados, além de outros laboratórios especializados para disciplinas específicas. Por meio de um programa de parceria estratégica, a FAESA proporciona ainda o acesso a softwares, certificações e outros serviços com os mais relevantes players da área da tecnologia e inovação, como Microsoft, SAP University Alliances, IBM Academic Initiative e Oracle Academy.

Que tal conhecer todos os detalhes do curso de Jogos Digitais? Explore aqui.


Notícias Relacionadas