O que ninguém te contou que acontece depois da colação de grau


Publicado em: 27 de fevereiro de 2019

Todas as atividades que envolvem os anos de universidade podem deixar o aluno tão imerso em responsabilidades e preocupações que ele sequer se lembra ou tem tempo de parar um pouco para pensar: E depois que eu me formar, como vai ser?

É verdade que há algumas realidades sobre o que acontece depois da colação de grau que quase ninguém se preocupa em te contar. Mas calma! Vamos passar por algumas delas juntos.

1)     Você pode se sentir perdido

Uma das sensações mais comuns entre quem chega ao fim do curso é olhar para os lados e se encontrar simplesmente perdido. Por isso, o primeiro passo é ter consciência de que não há nada de errado em você por não ter certeza, ou mesmo não fazer ideia, de quais deveriam ser os próximos passos.

Mas também não há quem possa dar respostas exatas para essas dúvidas que tomam conta do recém-formado. Tudo depende, primeiramente, de tirar o tempo que for preciso para se descobrir e conhecer. A faculdade traz ao aluno uma infinidade de conhecimentos dentro da área de formação do aluno; são eles que o ajudarão a descobrir afinidades, interesses ou mesmo habilidades que podem orientar a carreira. Agora é um bom momento para passar por toda essa base adquirida e, a partir daí, fazer uma escolha que será um guia para os próximos passos.

Descobrir seu perfil profissional, identificar as atividades que sente interesse e visualizar o futuro que você quer são algumas das “missões” envolvidas em pensar um planejamento de carreira, que não diz respeito só a trabalho, mas também a continuar buscando conhecimentos, capacitar-se em tudo que for preciso e priorizar esse momento inicial para se preparar ao máximo. Você vai encontrar algumas boas dicas sobre como dar os primeiros passos aqui.

2)     O mercado pode ser cruel

Uma coisa que com certeza alguém vai te contar sobre ser um formado é que você precisa viver o mercado, procurar um emprego, começar logo a trabalhar para se tornar conhecido, etc. Realmente, nada se compara ao trabalho no que diz respeito a adquirir conhecimento na prática, e por isso mesmo, a experiência profissional é o objetivo mais buscado por quem sai da faculdade.

No entanto, ao tentar “se jogar” no mercado de trabalho depois de ouvir os conselhos, pode haver um verdadeiro choque de expectativa x realidade. Não é raro que o mercado seja, de certa forma, bem cruel com os recém-formados. Muitas das vagas ofertadas por aí exigem experiência anterior e vivências a que um egresso recente ainda não teve oportunidades – fica aquela dúvida confusa “Como ter experiência se para ter experiência é preciso experiência?”.

O que dificilmente vão tentar te alertar, portanto, é que pode ser que você quebre a cara algumas vezes, ou ao menos sinta um pouco o choque de como funcionam alguns setores de recrutamento. Mas isso não significa que você deva desanimar, as oportunidades existem, sim! E há alguns segredos para encontrar um jeito de fazer os objetivos acontecerem. O principal deles tem relação direta – algo em torno de 100%, talvez – com a verdade a seguir:

3)     Não dá pra parar

Muito do choque que falamos anteriormente se dá pela ideia pré-concebida de que a universidade é uma preparação completa do indivíduo para “soltá-lo” no mercado de trabalho, mas a tendência dos últimos anos não tem sido bem essa. O diploma representa um passo importante, porque traz sua orientação profissional (tanto para você quanto para sua visibilidade perante outros profissionais ou empresas), mas a verdade é que depois de formado, a caminhada está apenas começando. Há ainda bastante conhecimento a adquirir, e diversas formas de fazê-lo.

Ou seja: pode parecer que é só correr pro abraço, mas o conselho é não parar tão cedo. Com certeza, ao fazer uma pesquisa de como funciona na prática a profissão que escolheu, será possível perceber que há formas de se capacitar melhor para enfrentar o mercado. Os cursos e pós-graduaçõessão alguns dos meios mais indicados – ainda que pareça cansativo agora, o início da carreira é o momento ideal para complementar os conhecimentos, enquanto ainda há familiaridade com a dinâmica acadêmica e rotina de estudos (acredite, ela se perde facilmente com poucos anos sem prática).

A vantagem de manter os estudos em dia não é somente construir seu currículo pensando no futuro, mas também torná-lo mais atrativo agora mesmo. Está difícil conseguir uma oportunidade no mercado como um recém-formado? Demonstrar que você tem buscado todos os meios de adquirir o conhecimento técnico necessário na sua área é uma ótima forma de obter um diferencial. Optar por fazer uma pós-graduação e outros cursos nesse momento trará o que as empresas mais precisam de um funcionário: capacidade de apresentar resultados na prática. Em conjunto com habilidades pessoais e sociais bem desenvolvidas, é o “combo” perfeito para o mercado, ainda que você esteja no começo da carreira.

4) Mantenha contato

Networking é palavra de ordem. As pessoas que você conheceu em sala de aula, seja professores ou colegas, amigos de outros lugares, profissionais da área…todos eles podem ser a ponte entre você e a oportunidade que busca. Esteja presente, mantenha contato, deixe que elas saibam da sua formação e dos seus objetivos. Quando a oportunidade aparecer, você será lembrado!

Se houveram verdades que não se preocuparam em te contar sobre a conclusão do curso, podemos dizer que agora você já está mais preparado para lidar com algumas delas, certo?

A verdade é que “existe vida após a formatura”!. Ainda que o futuro possa parecer um pouco incerto diante de tantos caminhos possíveis para seguir, com foco, planejamento e principalmente calma para analisar bem o que você busca profissionalmente, é possível chegar lá. Sua jornada está apenas começando!

Tags:

Notícias Relacionadas