Gazeta Lab e FAESA entregam projeto sobre gestão do lixo em benefício do meio ambiente

Rede Gazeta e faculdade criaram página no Gazeta Online e estudo de reciclagem da matéria orgânica.


Publicado em: 25 de abril de 2018

O Brasil está entre os cinco países que mais produzem lixo no mundo. Os desafios da destinação desses resíduos e as oportunidades foram pautas do novo projeto entregue pelo Gazeta Lab, o laboratório multidisciplinar de cocriação e inovação da Rede Gazeta.

Em parceria com a FAESA Centro Universitário, o grupo de comunicação e a faculdade apresentaram os resultados em um encontro na Apae de Vitória, no último dia 12 de abril. A associação foi uma das instituições estudadas pelos alunos por desenvolver um processo de compostagem dentro da unidade e escolhida por estar próxima da comunidade onde também estão instaladas a faculdade e a Rede Gazeta.

A compostagem é o processo de decomposição e reciclagem da matéria orgânica contida em restos de origem vegetal ou animal formando um composto. Isso permite dar um melhor destino aos resíduos orgânicos domésticos, como restos de comidas e resíduos do jardim, ou agrícolas e industriais. O composto é usado para a nutrição dos solos sem causar danos ao meio ambiente, como alguns fertilizantes artificiais poderiam causar.

“Por acreditar que é uma atividade que necessita de trabalho em grupo, tentamos envolver os alunos da Apae com a intenção de dar autonomia e desenvolver as habilidades deles e dos familiares”, explica o gerente geral da instituição em Vitória, Luiz Claudio Gobbi da Silva.

O material de pesquisa com artigos acadêmicos e orientações sobre como tratar o lixo está disponível no gazetaonline.com.br/reciclagem. O conteúdo também deu origem a uma cartilha impressa que será distribuída pela FAESA entre os alunos e instituições que participaram da pesquisa aplicada na cidade de Vitória.

“Essa relação com a Apae fez a gente colocar a mão na massa, conhecer o volume de resíduos de uma instituição com esse porte, perceber o que poderia ser aproveitado dos resíduos e como integrar as pessoas da comunidade nesses processos”, destacou a professora universitária Maria Claudia Lima, doutora em engenharia sanitária e ambiental.

“O Gazeta Lab completou um ano de existência e os projetos desenvolvidos com a FAESA, UVV, Ufes e Fucape, coincidentemente, tiveram uma preocupação com a sustentabilidade e os recursos naturais. Essas parcerias agregam para a sociedade, para os alunos e para instituições que compartilham essas práticas exemplares”, parabenizou a diretora de Transformação da Rede Gazeta, Leticia Lindenberg.

 

 

Texto: Ismael Inoch (Rede Gazeta)

Fotos: Caroline Mauri (Rede Gazeta)



Notícias Relacionadas