#PsicologiaFAESA traz referência mundial em Neurociência para Vitória

O pesquisador húngaro desenvolve pesquisas de ponta na Universidade do Texas, e vai compartilhar seu conhecimento em dois dias de eventos promovidos pelo curso de Psicologia.


Publicado em: 14 de agosto de 2018

O professor doutor Zoltan Nadasdy, cientista pesquisador no NeuroTexas Institute of St. David’s Hospital e professor na Universidade do Texas, estará no Brasil entre os dias 15 e 18 de agosto, com sua assistente, a professora doutora Jennifer Csatlos para uma série de palestras que acontecem na FAESA Centro Universitário. Juntos, os dois professores vão expor os avanços que as Neurociências têm acumulado ao longo do tempo e como isso tem impactado o lado prático da sociedade, além de compartilhar as recentes pesquisas desenvolvidas no laboratório da universidade americana.

O psicólogo tem como principal tema de sua pesquisa a neurocognição espacial, o “GPS Mental”, como Zoltan gosta de chamar, que consiste em entender como nosso cérebro gera nossa noção de espaço. “O cérebro gera essa percepção por causa de um grupo específico de células, as Grid Cells, que são o objeto da pesquisa do professor Zoltan”, explica o professor do curso de Psicologia da FAESA, Marcelo Zanotti, que participou da pesquisa ao longo de um ano em seu intercâmbio na Universidade do Texas.

O mais recente projeto do professor Zoltan é o “Zeta”, que estuda a transmissão de sinais neurais e visa auxiliar no diagnóstico da epilepsia. Estima-se que aproximadamente 50 milhões de pessoas em todo o mundo têm epilepsia, tornando-se uma das doenças neurológicas mais comuns no mundo. Em muitos casos, pessoas com epilepsia e suas famílias sofrem de estigma e discriminação, e o desenvolvimento de pesquisas como a do Zeta representam um passo à frente na melhoria da qualidade de vida dessas pessoas.

Além disso, na programação de Zoltan na FAESA, constam também um minicurso de consciência que vai despertar o público interno para o impacto das neurociências nos tratamentos de saúde e na vida em sociedade.

Além da Psicologia, os temas abordados por Zoltan interessam às áreas da Saúde, Engenharias e Ciência da Computação, já que tratam de aplicações que podem ser implantadas em breve usando a interface cérebro-computador. Com a leitura dos sinais neurais que fazem o mapeamento cerebral, será possível até dirigir carros utilizando a força do pensamento.

A vinda do professor para o Brasil está sendo promovida pelo curso de Psicologia da FAESA, que mantém o Programa de Experiência Internacional com a Universidade do Texas. No ano passado, um grupo de 9 alunos da Instituição esteve na Universidade do Texas para uma experiência de estudos e conheceu as pesquisas do doutor Zoltan.

Confira a programação e clique aqui para se inscrever.

 

Biografia

Zoltan Nadasdy é um cientista pesquisador no NeuroTexas Institute of St. David’s Hospital e Professor Assistente Adjunto na Universidade do Texas, e seu principal interesse é entender os mecanismos da codificação neural, em particular a relação entre oscilações intrínsecas e padrões de picos. Ele desenvolveu suas ideias ao longo de anos de estudo de Neurociência na Universidade de Rutgers (Ph.D.) e em seus pós-doutorado em eletrofisiologia na Hebrew University of Jerusalem e no California Institute of Technology. Suas áreas de pesquisa são sequências de picos, codificação neural, correlatos neurais de percepção visual consciente e a função e disfunção de oscilações neurais no cérebro. Atualmente trabalha no campo da eletrofisiologia humana em colaboração com grupos clínicos no hospital de St. David, hospital Dell Children’s Hospital e no University Medical Center em Brackenridge. Suas áreas de pesquisa clínica são epilepsia, localização de convulsões, doença de Parkinson, mapa neural no cérebro, memória, percepção visual e consciência psicológica.


Notícias Relacionadas