FAESA recebe o título de Instituição Socialmente Responsável

O título é um selo que só é concedido a instituições que desenvolvem ações para as comunidades do seu entorno durante todo o ano e também na Semana de Responsabilidade Social


Publicado em: 1 de novembro de 2017

A FAESA Centro Universitário acaba de receber o título de “Instituição Socialmente Responsável” da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES).

O título é um selo que só é concedido a instituições que desenvolvem ações para as comunidades do seu entorno durante todo o ano e também na Semana de Responsabilidade Social.

A primeira vez que a FAESA recebeu esse selo foi em 2005. A certificação tem como objetivo mostrar à sociedade que as instituições que o recebem são promotoras de ações com foco no bem-estar social e no desenvolvimento sustentável da comunidade na qual está inserida.

Este ano, várias ações foram realizadas durante o encerramento da 16ª Jornada Científica e Cultural, além de outros projetos. Na FAESA, o fomento a ciência é focado em resultados para a sociedade. Onde nossos alunos têm a oportunidade de ter um olhar cidadão, além de vivenciar na prática projetos de responsabilidade social.

Selo

O Selo Instituição Socialmente Responsável é conferido pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) com o objetivo de certificar IES que participaram da campanha do Dia da Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular.

A certificação comprova que a IES se preocupa com o bem estar social e com o desenvolvimento sustentável da comunidade na qual está inserida.

História da Campanha

Em sua 13ª edição, mais de 850 instituições de ensino superior aderiram à Campanha da Responsabilidade Social, realizada pela ABMES. O ápice do projeto aconteceu entre os dias 18 e 23 de setembro, quando foi realizada a Semana da Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular. Nesta edição, foram registradas mais de oito mil atividades em diversas áreas, como educação, saúde, cultura e meio ambiente, com cerca de um milhão atendimentos pelo país.
Texto: Nathália Esteves


Notícias Relacionadas