FAESA assina convênio de cooperação com a Defensoria Pública


Publicado em: 8 de junho de 2017

A FAESA, cumprindo sua missão social de “Promover o desenvolvimento social por meio do conhecimento” assinou um convênio de cooperação técnica com a Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo para a realização de três grandes projetos, junto à população carcerária do Estado.

A parceria foi oficializada em solenidade realizada na sede da Defensoria Pública, no último dia 2, entre o Reitor da FAESA Centro Universitário professor Alexandre Nunes Theodoro e a Defensora Pública-Geral do Espírito Santo Sandra Mara Vianna Fraga.

Os projetos, que têm previsão de início para o segundo semestre, vão contemplar três grandes áreas: Educação, Tecnologia e Comunicação.

A ideia é que os projetos aconteçam dentro das unidades prisionais, uma diferente da outra, para que seja possível abranger universos e populações prisionais distintas. Serão turmas de no máximo 20 pessoas, porque são pilotos, mas a intenção é ampliar ações para todo o Estado.

Para a Defensora Pública-Geral, Sandra Mara Vianna Fraga, essa é uma parceria de extrema importância.
“A assinatura desse convênio é um momento marcante para a nossa Instituição, pois essa importante parceira vai nos possibilitar desenvolver grandes projetos no Espírito Santo”, concluiu.

O Reitor da FAESA Centro Universitário, professor Alexandre Nunes Theodoro, reforçou a relevância desse convênio, não apenas para a FAESA, mas principalmente para a população carcerária capixaba.

“Nós estamos muitos felizes aqui na Defensoria Pública, porque conseguimos assinar um convênio que vai permitir, já de imediato, a realização de três projetos nas áreas de comunicação, educação e computação e com a possibilidade real de ser expandido para mais outras áreas (enfermagem, psicologia e direito). Essa cooperação é de extrema relevância social, porque vai permitir que o conhecimento que nós produzimos dentro da academia, seja colocado à disposição da sociedade como agente de transformação”.

Para Roberta Ferraz, coordenadora do Núcleo de Execução Penal da Defensoria Pública do Espírito Santo e autora dos projetos essa é uma chance de incluir a população carcerária e ressocializar os apenados.

A importância desse convênio é sem precedentes! Nós trabalhamos dentro de um sistema que a ideia principal é a ressocialização. Na Defensoria Pública, sem um corpo técnico a gente só consegue trabalhar a questão jurídica.

Quando conquistamos a parceria de instituições de extremo comprometimento, que também desejam incluir, como a FAESA, é essencial justamente para podermos colocar em prática a ressocialização que é tão prevista na Lei e na Constituição. Com projetos como esse, cada vez conseguiremos incluir as pessoas e humanizar a pena que está sendo cumprida dentro de uma unidade prisional”, declarou.

Participaram da solenidade o Subdefensor Público-Geral da Defensoria Pública do Espírito Santo, Fábio Ribeiro Bittencourt, a gestora de Pesquisa e Extensão da FAESA, professora Bianca Rodrigues Souza e os coordenadores dos cursos envolvidos, os professores Robe Marcone Rosi, Paulo Soldatelli e Mariana Fonseca.

Para ver a galeria de fotos da solenidade, Clique AQUI

Conheça mais sobre os projetos:

  • Remissão pela Leitura

É um projeto que tem como objetivo propor a leitura como uma atividade complementar aos presos alfabetizados, possibilitando-lhes a remição de pena a partir de sua produção, promovendo o exercício da leitura literária, possibilitando a troca de experiências entre os participantes, bem como a construção de outros/novos conhecimentos.
Curso envolvido: Pedagogia

  • Inclusão Social

Projeto de inclusão digital de estudantes carentes; ou de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade; ou de pessoas custodiadas; ou em cumprimento de penas alternativas; ou de egressos do Sistema Prisional do Estado do Espírito Santo, por meio da oferta de cursos básicos de informática, utilizando-se de equipamentos de informática da Defensoria Pública atualmente em desuso.
Curso envolvido: cursos da área de Tecnologia da Informação

  • Espelho, Espelho Meu (nome provisório)

Projeto para orientação e instrução, por parte da Defensoria Pública, com a população em situação prisional, explicação a leitura do resumo de cumprimento de pena.
Curso envolvido: Comunicação Social (Publicidade e Propaganda e Jornalismo)
Texto e fotos: Nathália Esteves