Estudantes de Psicologia viajam para os Estados Unidos para fazer intercâmbio

O grupo formado por alunos e professores do curso de Psicologia está na Universidade do Texas em Austin (UT-Austin), nos Estados Unidos, participando do Programa de Intercâmbio Acadêmico em Psicologia.


Publicado em: 24 de agosto de 2017

Entre os dias 3 e 16 de setembro um grupo de alunos e professores do curso de Psicologia estarão na Universidade do Texas em Austin (UT-Austin), nos Estados Unidos, participando do Programa de Intercâmbio Acadêmico em Psicologia.

Essa é a primeira edição do Programa e a escolha pela UT-Austin não foi aleatória. O curso de Psicologia da UT é reconhecido nacionalmente por seu forte viés científico na temática das neurociências, voltando-se para uma formação atualizada neste tema e suas aplicações em diversos campos de atuação, tais como: clínica psicológica, avaliação neuropsicológica, pesquisa, entre outros.

O grupo de intercambistas da FAESA é formado por nove alunos do curso de Psicologia, de diferentes períodos (do 3º ao 10º), e três professores, incluindo o coordenador do curso, professor Dr. Luciano de Sousa Cunha, que falou da importância dessa formação para os alunos da FAESA e para a ciência psicológica brasileira.

“O intercambio FAESA-UT é fruto de uma parceria cuidadosamente executada pelas chefias de departamento das duas instituições, mediadas pelo Dr. Zoltan Nadasdy, docente e pesquisador em neuroeletrofisiolgia da UT, cuja colaboração foi fundamental para a execução do projeto. Este intercambio configura-se em uma profícua oportunidade de troca de conhecimentos e experiências que são frutíferas a curto e a longo prazo, para a comunidade acadêmica e profissional capixaba, contribuindo para a formação e o crescimento da ciência psicológica brasileira”, explicou

Maria Clara Teixeira Siqueira, estudante do 5º período de Psicologia e uma das integrantes do Intercâmbio está cheia de expectativas em relação à viagem e a tudo que irá conhecer e aprender.

“Espero e acredito que o programa de Intercâmbio me abra muitas portas, tanto academicamente quanto profissionalmente. Psicologia já é um curso que propicia uma mudança no modo de pensar de quem cursa e agora, tendo essa oportunidade de ir para fora do país, quero entender como a profissão é vista em outros lugares do mundo, como somos representados e como os próprios profissionais e estudantes são vistos, além de como agem, seus focos e as diferenças de lá para cá. Como pessoa, é uma oportunidade incrível para crescer e me desenvolver, adquirindo outras perspectivas, outros comportamentos e me sensibilizando para novas situações, além é claro, de poder ver e vivenciar a dinâmica da Psicologia para além das salas de aula”.

Programação

Durante as duas semanas de intercâmbio, os alunos participarão de diversas atividades de cunho acadêmico-cultural, tais como: participação nas aulas do curso de Psicologia da UT, visitas programadas a hospitais e laboratórios de pesquisa locais, participação em palestras e eventos promovidos por professores do Departamento de Psicologia da Universidade e, por fim, visitas programadas a museus e locais turísticos que representem a cultura texana.

O objetivo do Programa é proporcionar experiência discente dos alunos em disciplinas e eventos acadêmicos do curso de Psicologia da Universidade; promover através de visitas técnicas o contato com laboratórios e hospitais de ponta na produção de conhecimentos das neurociências e demais ciências relacionadas a Psicologia; estimular o contato com alunos, professores, cidadãos, instituições, eventos e locais turísticos que representem a cultura local de Austin, promovendo o enriquecimento pessoal do intercambista, além de fomentar no aluno o retorno acadêmico-cultural, em forma de troca de conhecimentos com os demais alunos do curso de Psicologia da FAESA.

Universidade do Texas

Fundada em 1883, atualmente a Universidade do Texas conta com 39.619 estudantes de graduação e 11.331 estudantes de pós-graduação (i.e. mestrado, doutorado e especializações profissionalizantes).

Abriga alunos de diversos contextos culturais, totalizando uma representação que abrange 126 países pelo mundo. Diversos ex-alunos da Universidade já foram consagrados com o prêmio Nobel, como Hermann Joseph Muller (Nobel de Medicina – 1946); Edward Donnall (Nobel de Medicina – 1990); John Maxwell (Nobel de Literatura – 2003); e Finn E. Kydland (Nobel de Economia – 2004).

É considerada uma das universidades pioneiras no desenvolvimento de pesquisas e tecnologia nos Estados Unidos. O prédio central do curso de Psicologia da UT chama-se SEAY Bulding (Sarah M. and Charles E. Seay) localizado na Av. Speedway, uma das vias principais do campus universitário.

No prédio encontram-se diversas salas de aula, espaços de estudo e laboratórios de pesquisas variados.

Texto: Nathália Esteves

Fotos: Divulgação